CAMPINAS – VEREADOR QUER TRATAMENTO DE DEPENDENTES QUÍMICOS PARA TODO O ESTADO

Foto: TV Câmara Campinas

 

 

O PARLAMENTAR É ATIVO NO COMBATE E PREVENÇÃO AS DROGAS

 

A Lei Antidrogas em vigor no pais estabelece em seu artigo 28, que o usuário de drogas detido será submetido a penas de advertência sobre o efeitos das drogas além de comparecimento a programas.

Para acolher o dependente químico e oferecer ajuda multiprofissional a ele e sua família, no Estado de São Paulo foi criado o Programa Recomeço que busca combater e prevenir o uso crescente de entorpecentes no Estado, com ajuda, diálogo, cursos, tratamento especializados e outras formas de ajuda.

Na quarta-feira (14/02) vereador Nelson Hossri (Podemos)  apresentou na Câmara Municipal de Campinas, uma Moção de apelo na Câmara Municipal de Campinas apelando ao governador Geraldo Alkmin (PSDB), para que estenda o Programa Recomeço para todo o Estado, principalmente na Região Metropolitana de Campinas. A Moção é uma proposta ou apelo apresentada pelo vereadores, e no caso dessa foi aprovada por 19 vereadores e rejeitada por 4 (PT, PSOL e PCdoB) e encaminhada ao governador paulista.

 

Video: TV Câmara Campinas

 

Hossri,  que  esta no seu  primeiro mandato legislativo, tem como carro chefe, ações de prevenção e combate as drogas. O vereador, formado em Direito, e especialista em dependência química  esteve à frente da Coordenadoria de Prevenção às Drogas de Campinas de 2012 a 2016 e é autor de vários projetos de combate, prevenção as drogas e  ajuda a dependentes químicos e seus familiares.

Para ele, a extensão do Programa Recomeço a todo o Estado, evitará que os já sofridos necessitados de tratamento e seus familiares precisem vir a Campinas ou a outras cidades buscar ajuda, o que reflete uma politica responsável de promoção dos direitos humanos e busca por recuperar a integridades dos dependentes e sua reinserção na sociedade.

 

OCORRÊNCIAS COM DROGAS AUMENTARAM SIGNIFICATIVAMENTE DE 2016 PARA 2017

 

Houve significativo aumento de apreensões de drogas, de prisões de traficantes e detenção de usuários em Campinas, interior de SP. Essa conclusão pode ser alcançada em busca simples pelo site da Secretaria da Segurança Publica de São Paulo em relação ao município sede da Região Metropolitana de Campinas.

Em 2016, por exemplo, foram registradas 747 ocorrências de trafico de drogas contra 850 no ano de 2017, demonstrando um aumento de 13,78% em relação a 2016.(A  SSP/SP ainda não divulgou dados de 2018).

Já quanto a detenção de pessoas portando drogas para uso, o aumento foi  de 2,54%, sendo  354 em 2016 e  363 em 2017.

Atendendo a princípios jornalísticos de ouvir os dois lados,  reportagem da TVRedeTudo perguntou via e-mail ao Governo Estadual (PSDB), as causas do aumento mas até o fechamento desta edição não recebeu respostas  ou qualquer retorno de suas assessorias.

 

 

 

 

 

 

Comentários no Facebook